MENU

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Material escolar tem até 47,5% de tributos, aponta levantamento

with 0 comentários
Pais de alunos que comprarem material escolar no início do ano contribuirão não só com a educação dos filhos, mas também com os cofres públicos. Segundo levantamento do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), a tributação nesses objetos pode chegar a 47,5% do valor.

O maior peso foi apurado na caneta. Quase metade do preço da venda corresponde a tributos. Para uma caneta de R$ 1, por exemplo, R$ 0,47 é destinado ao pagamento dos tributos. Na régua, o índice é de 43,2% e na borracha de 42,7%.

Diante da carga tributária apurada no levantamento, o presidente do IBPT, João Eloi Olenike, diz ser importante que os contribuintes cobrem das autoridades propostas para desonerar os produtos.

CUIDADOS

Se não é possível escapar da tributação, a pesquisa em diferentes lojas pode ajudar a encontrar a melhor oferta.

O "Agora" (jornal do Grupo Folha, que edita a Folha) visitou cinco grandes lojas na capital paulista nesta semana e pesquisou o preço dos itens mais procurados em cada uma (veja abaixo).

- É essencial comparar preço com qualidade. Não recomendo a compra com camelôs, pois o material não tem garantia - afirma Selma do Amaral, diretora de atendimento do Procon-SP.

Sobre os personagens da moda, Selma afirma que é preciso ter em mente que o pai vai pagar mais caro por esses produtos, que não terão, necessariamente, uma qualidade superior.

Além de preços, os pais devem ficar atentos para a listas. Segundo o Procon-SP, a escola não pode pedir uma lista de material que não se justifica. O órgão alerta que os pais devem pedir esclarecimentos e contestar se discordarem do pedido.


0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget